Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Promoção \ Iniciativas \ Artigo

SEMANA - MUITA CRIATIVIDADE em LOUVOR à AMAMENTAÇÃO

Por: Marcus Renato compilou várias fontes citadas

       

  Campanha de Amamentação tem ‘vitrine viva’ e panfletagem
Das 9 às 17 horas, população foi informada da importância da amamentação
Da Reportagem Local
O Regional
‘VITRINE Viva’ teve a participação de uma mãe com gêmeos
 
A 15ª Campanha Mundial de Aleitamento Materno, que acontece de 1 a 4 de agosto, realizou durante todo o dia de ontem uma programação voltada para a população, com panfletagem e ‘Vitrine Viva’, que contou com a presença de seis mães que se revezaram.

Uma das mães que participaram do Vitrine Viva levou os filhos gêmeos para participarem. “Quando está em casa, amamenta os dois ao mesmo tempo. Mas, na Vitrine Viva, achou que seria muita exposição”, explica a presidente do Soroptimista Internacional de Catanduva, Eliana Zancaner Castilho.

A importância da campanha, segundo Eliana, pode ser observada com as parcerias que a cada ano consegue.

“Hoje, temos apoio do Senac, da Faculdade de Enfermagem, Prefeitura, entre outros apoios que colaboram na divulgação de informações. Pois, através deles, temos oportunidades de realizar mais palestras e cursos”, afirma.

No primeiro dia de evento foi realizado no auditório do Senac uma palestra voltada para 160 profissionais da Saúde; na quarta-feira (2), a palestra foi voltada para 80 alunos da Faculdade de Enfermagem de Catanduva (FEC) e para alunos de cursos técnicos; hoje a campanha é volta para 80 gestantes, também no auditório do Senac.

De acordo com a coordenadora do curso técnico de enfermagem do Senac, Marisol Gonzalez, cada dia de campanha é foi voltado para um público alvo.

“Focamos os profissionais, os estudantes, que serão os multiplicadores, para as gestantes e para a população em geral, com a entrega de panfletos”, explica.

Durante a entrega de panfletos explicativos, segundo Marisol, a população foi atenciosa e demostrou interesse no que estava sendo divulgado.

“Quando entregamos, explicamos o porquê da campanha e a importância do aleitamento materno e das doações”, diz.


PROTEÇÃO

Até o sexto mês de vida, todos os nutrientes de que o bebê necessita para crescer forte e sadio estão no leite materno.

De acordo com a Eliana, o leite materno é muito importante, pois protege a criança contra doenças e ainda fortalece os laços entre mãe e filho.

“O leite é a vitamina necessária para o bebê. Todas as mães precisam ter essa consciência e realizar a doação do leite”, finaliza.
 
O Regional online - Catanduva/SP
 
||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||
 
 
 
Semana de Amamentação conscientiza mamães nos bairros
Cinqüenta mães vão participar de ensaio fotográfico amamentando seus bebês.
Semana de Amamentação conscientiza mamães nos bairros
Jornal de Beltrão
Ana Paula Fonseca é mãe de duas filhas. A mais nova tem menos de um mês de vida e adora mamar no peito. Ana Paula também gosta de amamentar, pois esperou vários meses por este momento. Durante toda a gravidez, a mamãe fez o pré-natal e recebeu instruções da equipe do PSF (Programa Saúde da Família), onde aprendeu técnicas para facilitar a amamentação e tornar este momento uma agradável experiência com a sua filha.
Nesta semana, do dia 1º ao dia 7, comemora-se a Semana Mundial de Amamentação. Várias mães de Francisco Beltrão estão sendo incentivadas a imitar o exemplo de Ana Paula, moradora do bairro Padre Ulrico.
A mamãe Ana Paula sabe que até os seis meses a sua filhinha deve tomar apenas o leite materno. Já depois dos seis meses o ideal é continuar amamentando até os dois anos de idade, mas também oferecendo outros alimentos ao bebê. Ana Paula planeja oferecer seu leite para a criança até ela completar um ano.
Incentivo às mães
Nesta semana, as agentes de saúde da prefeitura vão visitar mais de 200 gestantes em suas casas. O objetivo é fazer uma orientação sobre os benefícios que a amamentação traz para o bebê, para a mãe e para a família.
Mães que estão amamentando, além de receber a visita das agentes de saúde, podem receber um convite para participar de um ensaio fotográfico para a Secretaria de Saúde.
As agentes comunitárias vão convidar 50 mães para tirar fotos ao amamentar as crianças. As fotos serão feitas em estúdio fotográfico profissional. Um júri vai analisar as fotografias e 10 serão selecionadas para participar de uma exposição sobre aleitamento materno.
A exposição vai reunir ampliações das fotografias das mamães beltronenses amamentando seus filhos, além de cartazes e banners explicando dados sobre amamentação. A exposição deve circular ainda neste mês na prefeitura e em postos de saúde.
Semana de Amamentação
A Semana de Amamentação materna ocorre desde 1992 e envolve mais de 120 países. Neste ano, o tema é “amamentação: garantir este direito é responsabilidade de todos”. Conforme o enfermeiro Fernando Pauli, além de conscientizar a mulher sobre a amamentação, é muito importante sensibilizar a comunidade para que apoie este ato. “Todos têm o compromisso de incentivar a amamentação”, diz ele. “O empregador deve dar direito à mãe de ter horário de amamentar e incentivar que ela faça isso. Toda a família deve apoiá-la”, diz o enfermeiro.
Visitas nas casas
Fernando ressalta que as agentes de saúde estão fazendo visitas para as mamães de casa em casa para tratar da singularidade de cada caso, resolvendo as dúvidas, dando sugestões para as mães e orientando a família. “Poderíamos fazer uma reunião com todas gestantes e mães de recém-nascidos. Porém, só indo de casa em casa as agentes vão identificar o que leva a mãe a desistir de amamentar: se é por despreparo, por desconhecimento, se é influência de alguém que falou alguma bobagem sobre amamentar, se é por questão emocional”, salienta Fernando. (SZ)
 
Francisco Beltrão, Paraná, 4 de agosto de 2006.
 
**********************************************************************************************
 
Iniciativa pioneira - JUIZ de FORA, MG tem
Cartão de Amamentação


O prefeito Alberto Bejani, acompanhado da superintendente da AMAC, Vanessa Loçasso Bejani, e da secretária de Saúde, Saneamento e Desenvolvimento Ambiental, Nininha Soares, lançou, nesta terça-feira, dia 2, o projeto “Amamentar: Da barriga da mãe aos primeiros passos”. A administração Ação e Resultado mais uma vez confirmou o pioneirismo de Juiz de Fora ao criar também o Cartão de Amamentação, que permitirá o acompanhamento da gestação, preparando a mulher para a chegada do bebê. O lançamento abriu oficialmente a Semana Mundial de Amamentação em Juiz de Fora.

“Orgulho-me de cumprir meu papel constitucional, até mais, humanitário, de trabalhar por um mundo melhor”, afirmou o prefeito Alberto Bejani. Em sua apresentação, a superintendente da AMAC destacou o trabalho articulado entre a Associação, a Secretaria de Saúde e faculdades na área de saúde para concretizar este projeto. Ela destacou, ainda, o desempenho do Banco de Leite que, em 15 anos, contabiliza mais de 150 mil atendimentos.

O evento contou com a presença do gestor geral da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, João Aprígio Guerra de Almeida, que elogiou a administração municipal pelo trabalho desenvolvido em Juiz de Fora. “Os senhores estão tratando esta questão como garantia de cidadania para as crianças. Vocês estão investindo no país. Que este exemplo possa ser seguido por outros municípios”, afirmou Guerra de Almeida, mencionando estudo que comprova a relação entre a amamentação e a capacidade intelectual da criança.

Um dos principais objetivos do projeto “Amamentar da barriga da mãe aos primeiros passos” é "evitar o desmame precoce e, conseqüentemente, reduzir internações de crianças menores de dois anos, com diagnóstico de diarréia, pneumonia, infecções respiratórias e outras doenças, que podem ser evitadas com a amamentação exclusiva até os 6 meses e com alimentação complementar até os 2 anos ou mais", afirma a Pediatra Márcia Mizrahy, coordenadora executiva do Banco de Leite Humano..

A parceria entre SSSDA e AMAC prevê o trabalho de uma equipe multiprofissional, com servidores do Departamento de Saúde da Mulher, do Departamento de Saúde da Criança e do Adolescente e do Banco de Leite Humano da AMAC, atuando no sentido de levar educação e assistência mais dinâmica às mães que estão amamentando, através de grupos, oficinas e atendimento ambulatorial.

Durante o evento, o prefeito determinou que a Secretaria de Saúde providencie a instalação de postos de coleta de leite humano nas UBS’s e policlínicas que serão inauguradas em Nova Era II, Granjas Betânia, São Pedro e Santa Luzia.

Semana Mundial de Aleitamento Materno

Este ano, a Semana Mundial de Aleitamento Materno terá como tema “Os 25 Anos do Código Internacional de Comercialização de Substitutos do Leite Materno” da OMS. As atividades programadas pela AMAC seguirão até o dia 16 de agosto, com a promoção de cursos para profissionais de saúde e palestras. Para reforçar a campanha de doação, durante este período, a equipe do Banco de Leite vai intensificar as visitas às maternidades.

Criado na primeira administração do prefeito Alberto Bejani, o Banco de Leite contabiliza quase 150 mil atendimentos. Ao longo deste período, vem desenvolvendo um trabalho de valorização e incentivo ao aleitamento materno, transformando-se em referência nacional. No Banco de Leite, o leite humano é coletado, pasteurizado, armazenado e distribuído, gratuitamente, mediante prescrição médica, para bebês prematuros internados nas UTIs neonatais dos hospitais. Ao mesmo tempo, as mães são incentivadas à saudável prática da amamentação e à doação.

Ajudando a salvar vidas

Com a proposta de levar o atendimento do Banco até as comunidades, a AMAC lançou, em 2005, o Curso Casal Grávido, que já foi realizado em diversas partes da cidade: Centro, Benfica, Grama, Retiro, Nossa Senhora Aparecida, Santa Luzia, Vila Olavo Costa, Vila Ideal, atingindo cerca de 700 gestantes. Outra iniciativa que reforça o comprometimento da administração em ampliar o alcance do programa é o teatro de fantoches “Brincando com a Amamentação”. Os bonecos manipulados por crianças do Curumim de São Pedro são usados para difundir a importância da amamentação entre as crianças.

.......................................................................................................................
 

Anvisa constata irregularidades em alimentos lactantes


Quinta-feira, 03 de Agosto de 2006 23:30
Alessandro Perin

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) constatou que 71% das quatro mil peças publicitárias selecionadas entre janeiro a junho deste ano, que apresentavam produtos como leite em pó e mamadeiras, não estavam de acordo com a Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactantes.

Segundo a Agência Brasil, os principais problemas são a ausência de frases de advertência obrigatórias, que alertam os consumidores sobre a importância do leite materno, e o desconhecimento das regras por parte dos estabelecimentos comerciais. As empresas com irregularidades em seus produtos já foram notificadas, e se não se adequarem às normas poderão ser multadas.

Os trabalhos de fiscalização foram realizados em todo território brasileiro, em propagandas de rádio, televisão, jornais, folders e revistas de circulação nacional. Além disso, o monitoramento verificou ainda o cumprimento da norma em estabelecimentos como farmácias, supermercados e lojas especializadas em artigos infantis.

A apresentação do resultado parcial da fiscalização da Anvisa faz parte das comemorações da Semana Mundial de Aleitamento Materno, iniciada no último dia 31. O slogan este ano é Amamentação. Garantir este direito é responsabilidade de todos.
Campo Grande News - Campo Grande,MS
 
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
 
Só 27% das alagoanas amamentam filhos até 6 meses

Apenas 27% das mulheres alagoanas alimentam seus bebês, de até 06 meses, exclusivamente com o leite materno. Este número converte Alagoas no Estado brasileiro com o menor índice do país: a média nacional é de 40%. Para modificar esta realidade, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está intensificando, durante a Semana Mundial de Aleitamento Materno, ações de sensibilização e conscientização sobre a importância da amamentação.

Hoje (03), o dia “D” da Semana foi marcado por ações de fiscalização nos maiores supermercados da capital “O objetivo foi monitorar as propagandas de alimentos lácteos, comercializados nestes estabelecimentos. Muitas delas deixam mensagens subliminares de que o leite artificial tem a mesma eficiência que o leite materno. Isto não é verdade e o consumidor precisa saber disso”, explica Silvana Dias, responsável pelas ações do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional da SMS.

Silvana Dias refere-se à NBCAL, ou seja, Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância, Bicos, Chupetas e Mamadeiras. A lei faz rigorosas restrições à propaganda dos alimentos lácteos, principalmente daqueles voltados à alimentação do infante.

De acordo com a NBCAL, fórmulas infantis para lactentes, mamadeiras, bicos, chupetas e protetores de mamilo, bem como as fórmulas de nutrientes indicadas para recém-nascidos de alto risco, não podem ter propaganda, uma vez que incentivam o desmame precoce. “O uso destes alimentos e de objetos, como as famosas chupetas, aumentam o risco do bebê ter diarréias e pneumonias. Isso sem mencionar os problemas na formação dos dentes e no desenvolvimento da fala”, alerta Silvana.

Para as fórmulas de seguimento para crianças de primeira infância (como os leites em pó), alimentos de transição (como farinha láctea) e, ainda, outros alimentos e bebidas à base de leite (tais como iogurtes) podem aparecer em propagandas, desde que incluam, obrigatoriamente e com destaque, advertência visual ou auditiva da imprescindibilidade da amamentação até os dois anos de idade.

“Se a mulher amamenta seu filho ela está contribuindo para uma vida mais saudável da criança. A desnutrição e a mortalidade infantil, infelizmente, ainda verificada em nosso Estado, poderiam ser diminuídas, sensivelmente, com a adoção da prática do aleitamento materno. As pessoas precisam se sensibilizar a este respeito”, ressalta Ana Maria Cavalcante Melo, presidente da Sociedade Alagoana de Pediatria, que esteve presente durante a fiscalização da SMS, juntamente com representantes das Vigilâncias Sanitárias municipal e estadual e do Procon.

Nunca é demais lembrar que a amamentação é um benefício indispensável para as mulheres e para os bebês. Amamentar é prático, econômico e livre de contaminação. A mamãe se recupera mais rapidamente do parto, com a redução de sangramento, ajudando o útero a voltar ao normal. Os momentos agradáveis de afeto entre mãe e filho são benefícios extras que auxiliarão a criança a crescer mais tranqüila, segura e amada.

Os estabelecimentos visitados ontem que tiveram irregularidades constatadas – como ofertas desses alimentos e produtos, ausência de cartazes obrigatórios de incentivo à amamentação até os dois anos e embalagens amassadas (consideradas impróprias) – passaram por orientação e, neste último caso, tiveram os produtos retirados do local.
 
 
Secom Maceió - GAZETAWEB.COM

Envie para www.aleitamento.com os eventos de sua cidade ou instituição para divulgarmos.

 
 


Última atualização: 1/9/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
25 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital