Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Mãe Canguru \ Campanhas \ Artigo

17/11: MOVIMENTO pela PREVENÇÃO do EXCESSO de NASCIMENTOS PREMATUROS

Por: Marcus Renato de Carvalho + Cesar Victora

 /

 

CAMPANHA NACIONAL

pela

PREVENÇÃO do

EXCESSO e CRESCENTE

NASCIMENTOS PREMATUROS

 

 

 1. Os nascimentos pré-termo estão aumentando rapidamente em todo o  Brasil. Na cidade de Pelotas, por exemplo, o percentual de prematuros aumentou de 6% em 1982 para 17% em 2009. Este aumento se verifica  tanto para partos cesáreos quanto para partos vaginais, afetando todas as classes sociais, embora os prematuros sejam mais frequentes entre  as mães mais pobres.

 

  

2. Diversos estudos recentes questionam a definição de parto a termo  como sendo de 37 semanas ou mais. Crianças nascidas com 37 e 38 semanas apresentam morbi-mortalidade aumentada, em relação a crianças nascidas com 39–41 semanas. Há um movimento internacional para redefinir partos a termo como aqueles de 39 semanas ou mais, e não  mais de 37 semanas ou mais.

 

 

 3. São frequentes os erros na estimativa de idade gestacional, seja  através da data da última menstruação ou seja através de ultrassom (mesmo quando realizado precocemente). Estudo realizado em Pelotas mostra que o ultrassom precoce superestima a idade gestacional, em média, em cerca de 10 dias. Estudos internacionais sugerem erros  menores, de cerca de 3 dias.

 

  

4. Uma recente revisão sistemática da literatura (www.gapps.orgmostrou que há poucas intervenções com eficácia efetivamente comprovada para prevenir nascimentos pré-termo.

 

Estas são:

 a) Reduzir o tabagismo durante a gestação;

 b) Usar progesterona profilática para mães com pré-termo anterior;

 c) Uma terceira intervenção, com efeito comprovado sobre o baixo peso ao nascer e com possível efeito sobre nascimentos pré-termo é a detecção e tratamento da bacteriúria assintomática na gestação.

 

5. A mesma revisão identificou várias estratégias que – embora não  previnam os nascimentos pré-termo – contribuem para melhorar o prognóstico destes recém-nascidos. Entre estas se destaca o uso de corticoides profiláticos em caso de ameaça de parto pré-termo. Estudo  realizado em Pelotas mostrou que apenas uma de cada cinco pré-termos que vão a óbito receberam corticoides profiláticos.

 

6. Um estudo inglês sugere que o uso de corticoides profiláticos em  cesarianas eletivas reduz a incidência de problemas respiratórios no  recém-nascido, mesmo para idades gestacionais de 37 e 38 semanas.

 O estudo salienta, no entanto, que o ideal é esperar até as 39 semanas para realizar cesáreas eletivas. 

 (http://www.bmj.com/content/331/7518/645.extract)

 

 

I . Evitar as cesarianas eletivas.

II . Quando isso não for possível, aguardar o início do trabalho de  parto, ou no mínimo marcá-las para idades gestacionais de 39 semanas  ou mais (lembrando que os erros na estimativa da IG são frequentes, e  normalmente superestimam a duração).

III . Usar sistematicamente corticoides profiláticos para trabalho de  parto iniciado com menos de 34 semanas para partos vaginais e com  menos de 38 semanas para cesarianas eletivas.

IV . Usar progesterona profilática em mães com pré-termo anterior: 100 a  200 mg/dia de progesterona natural, por via oral ou vaginal, das 24 às  34 semanas de gestação.

V . Reforçar a importância da detecção e tratamento de bacteriúria  assintomática durante a gestação.

VI . Reforçar as ações de aconselhamento antitabaco durante a gestação.

 

  Cesar Victora

 

Universidade Federal de Pelotas

 

CP 464, Pelotas, RS, 96001-970 Brasil

 

Fone/fax 55 53 3284 1300

 

 Apoio: www.aleitamento.com

 

Publicado originalmente em 11/3/2011

 


Última atualização: 5/11/2012

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital